O Teatro Mágico –  Fernando Anitelli voz e violão

No mês de março, eu tive o prazer de fotografar o Show do Fernando Anitelli  no Teatro Municipal de Ubatuba.

Uma apresentação com energia vibrante, repleta de amor e sorrisos. Participação especial na Lira, tecido e acrobacias da Céu e Daniela Dominguez, aluna e mãe da escola.  Nossa, foi lindo demais!!! Emoção pura.

A vinda do show para Ubatuba foi uma iniciativa de famílias da Escola Waldorf Jardim Primavera, onde meu filho estuda.  A pedagogia valoriza o livre brincar, alimentação saudável e a integração do desenvolvimento físico, espiritual, intelectual e artístico dos alunos.  Aprendizados de vida valiosos. As famílias e professores cuidam do espaço formando uma verdadeira comunidade.

Anitelli aceitou o convite imediatamente. “Foi um jeito que encontrei para valorizar e fortalecer a caminhada de famílias empenhadas com ações educacionais progressistas e libertárias, que incentivam o livre pensar – justamente a proposta da Escola Waldorf Jardim Primavera”. 

O Teatro Mágico possui mais de 2 milhões de álbuns vendidos , 7 Cds autorais, 3 DVDs, 4 músicas em novelas e um dos maiores projetos da música independente nacional.

Ufa,  sou grata!!!! Tivemos também o apoio de empresas locais (Croissant do Francês, Ateliê Terra Cerâmica, Triskel – english learning center, Restaurante MangaritoVeda clínica de saúde e dor, Supermercado PaulistaLOC)  que fortaleceram para tudo acontecer tão lindamente.

Um pouquinho do Show e muito muito amor e música pra acompanhar! Clique aqui e aumente o som!

“Viva a tua maneira
Não perca a estribeira
Saiba do teu valor”

 

 

“…Camarada, viva a vida mais leve
Não deixe que ela escorregue
Que te cause mais dor

Caixa d’água guarda a água do dia
Não cabe tua alegria

Viva a tua maneira
Não perca a estribeira
Saiba do teu valor
E amanheça brilhando mais forte
Que a estrela do norte
Que a noite entregou

Camarada d’água
Fique peixe de manhã, de madrugada
Fique toda hora que for

Você é riacho
E acho que teu rio corre pra longe do meu mar
Mar marvado seria o rio
Que correndo do meu riacho
Levaria o que acho
Pra onde ninguém pode achar

Como pode um peixe vivo viver fora da água fria?
Como poderei viver
Como poderei viver
Sem a tua, sem a tua, sem a tua companhia?

Viva a tua maneira
Não perca a estribeira
Saiba do teu valor

E amanheça brilhando mais forte
Que a estrela do norte
Que a noite entregou”

 

 

voltar ao topoCompartilhe no FacebookTweet este post101,115,99,114,101,118,97,32,112,114,97,32,109,105,109mim arp avercse

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

*

*